A Carregar. Por favor, aguarde...


Atualizações mensais da Clínica

NOTÍCIAS E INFORMAÇÃO

Saiba aqui tudo o que se vai passando a nível da Clínica Dentária.



Durante a gravidez o corpo da mulher sofre grandes alterações físicas e fisiológicas e a cavidade oral não é excepção.

Este check-up oral antes de engravidar tem como objectivo:

  • Avaliar o seu estado de saúde oral;
  • Receber toda a informação sobre os cuidados a ter durante a gravidez;
  • Realizar os tratamentos que sejam necessários antes de engravidar;
  • Evitar tratamentos mais complexos durante a gravidez que possam afectar directa ou indirectamente o seu filho/a.

Quais são as principais alterações na cavidade oral durante a gravidez?

  • Inflamação das gengivas e sangramento – Gengivite gravídica;
  • Aumento da salivação;
  • Aparecimento de pigmentação (“manchas nos lábios”).

É normal as gengivas sangrarem durante a gravidez?

É de facto mais frequente as gengivas sangrarem durante a gravidez devido a alterações hormonais. Deve por isso ter uma higiene oral reforçada e visitar o seu médico dentista para proceder à remoção de tártaro e placa bacteriana para que o processo não agrave.

A gravidez enfraquece os dentes e aparecem cáries?

Não é verdade que os dentes da mãe fiquem mais fracos durante a gravidez ou que o bebé “roube” o cálcio à mãe.

No entanto, durante a gravidez os cuidados de higiene são muitas vezes dificultados pelo cansaço ou pelas náuseas e também existem muitas alterações na dieta da mãe o que pode de facto facilitar o aparecimento de cáries.

Os vómitos, com consequente acidificação do meio oral podem também contribuir para a descalcificação dentária caso não se tomem alguns cuidados especiais.

Resumindo, há de facto uma maior propensão ao desenvolvimento de cáries caso não se faça um controlo adequado da placa bacteriana.

Uma mulher grávida pode ir ao dentista?
Ao contrário do que se pensa a mulher grávida pode e deve visitar o seu médico dentista de 3 em 3 meses.

Os tratamentos dentários na mulher grávida (excepto destartarização / limpezas) devem ser adiados, sobretudo durante o primeiro e terceiro trimestres de gravidez, salvo se se tratar de uma situação de urgência. Numa situação de urgência ou de infecção por exemplo, existem procedimentos, fármacos e anestesias que podem ser usadas com segurança para a mãe e para o feto.

Deve-se tomar flúor durante a gravidez?

Não. Hoje em dia a toma de flúor já não está recomendada.

Uma mãe pode transmitir uma cárie ao seu filho?

Sim pode! Não só as mães como qualquer pessoa que esteja a tomar conta deles. É por isso que desaconselhamos alguns comportamentos de risco como:

  • Provar ou soprar a comida com a colher do bebé;
  • Colocar a chupeta na boca da mãe para limpar;
  • Dar beijos na boca do bebé.

Estes comportamentos podem transmitir bactérias para a boca do seu filho e assim provocar o aparecimento de cáries.



Na Clínica Dentaria Dr. Vítor Oliveira temos a facilidade de poder realizar os tratamentos dentários sob sedação consciente, caso o paciente assim o deseje.

Trata-se de um estado intermédio entre a anestesia local e a anestesia geral mas em que o paciente permanecerá em todo o momento consciente e colaborante mas não se recordará desse momento nem se lembrará dos ruídos, cheiros ou outras sensações que ocorram enquanto estiver sedado.

Geralmente a consulta é programada para num só dia, sempre que possível, realizar a totalidade de tratamentos.

Oferecemos assim um serviço onde, calmamente podemos tratar da sua saúde oral com a colaboração de uma equipa de médicos anestesistas que cuidam de si e da sua saúde.



O Bruxismo é um hábito involuntário de apertar ou ranger os dentes uns contra os outros sem nenhum objetivo funcional.

Afeta cerca de 10% a 20% da população e aparece tanto nas crianças como nos adultos.

Este hábito pode estar presente durante o dia ou durante a noite. Quando acontece à noite, como é totalmente involuntário, as pessoas não estão conscientes de que o fazem sendo mais difícil de controlar.

Com o bruxismo podem aparecer dores de cabeça, dores nos músculos da mandibula, ouvido e pescoço, desgaste dentário, zumbidos no ouvido, etc.

O stress é um dos principais fatores de risco para o surgimento e agravamento do bruxismo.

É importante consultar um médico dentista para diagnosticar, e controlar o Bruxismo e as suas consequências.

CONSEQUÊNCIAS DO BRUXISMO:

·         Desgaste dentário acelerado;

·         Dor de cabeça;

·         Mialgia facial (dor na mandíbula e nos músculos da face);

·         Dor de ouvidos;

·         Rigidez muscular cervical e nos ombros;

·         Limitação de abertura da boca;

·         Interrupção do sono;

·         Aumento da mobilidade dos dentes;

·         Gengivas inflamadas;

·         A longo prazo – problemas na articulação temporomandibular (ATM).


30712234_1793014134078196_5095694820201163076_n-337x337.png

O Branqueamento Dentário  é um tratamento estético inócuo que deve ser acompanhado por um Médico Dentista. Este só deve ser efectuado quando, após avaliação, se comprova que a cavidade oral está saudável.

Precauções

  • O uso do produto deve ser indicado e feito sempre com acompanhamento de um dentista;
  • O produto não é indicado para branqueamento em gestantes, lactantes e pacientes menores de 15 anos;
  • Materiais restauradores não branqueiam e terão que ser trocados no final do tratamento, e dentes desvitalizados podem branquear com menor intensidade;
  • Sugerimos fazer branqueamento de uma arcada de cada vez. Desta forma uma arcada servirá de referência para a outra;
  • Irritação gengival pode acontecer quando se usa colutórios ou dentífricos de sabor forte/agressivo antes do uso da goteira com o gel. Recomenda-se que, caso deseje fazer uso destes produtos, dê um intervalo de, no mínimo 30 minutos entre o uso do colutório ou dentífrico e o uso do gel;
  • Alguns pacientes podem sentir leve irritação na gengiva, língua ou lábios, geralmente decorrente do uso em excesso de gel na goteira;
  • Durante o branqueamento pode notar um aumento da sensibilidade dos dentes a variações de temperatura, principalmente ao frio. Esta pode ser tratada e minimizada. Procure-nos se a sensibilidade se tornar incómoda;
  • Recomendamos evitar a ingestão de bebidas ou alimentos ácidos durante o branqueamento porque estas podem causar aumento de sensibilidade.

36628371_1881619111884364_7940764518731218944_n-337x337.jpg

A destartarização, vulgarmente conhecida como limpeza dentária, consiste na remoção do tártaro e placa bacteriana acumulada na superfície dentária utilizando um aparelho ultrasónico que através de vibrações permite a remoção do tártaro eficazmente e sem danificar o esmalte dentário. Seguidamente é efectuado o polimento dos dentes para deixar a sua superfície suave. Embora o polimento elimine manchas, deixando os dentes brilhantes, não se limita a um procedimento cosmético. Suaviza também pequenas imperfeições e zonas de textura mais rugosa nos dentes, protegendo contra uma nova acumulação de placa bacteriana.

O seu médico dentista poderá aconselhá-lo sobre com que frequência deve fazer uma destartarização e polimento. Mas, pelo menos uma vez por ano, todos devemos fazer.


oclusao.jpg

O que é a Oclusão?

Oclusão é a relação de mordida entre a arcada superior e a inferior e a sua relação com as estruturas envolventes – dentes, gengiva, osso, músculos, ligamentos, articulação (temporo mandibular).

A oclusão dentária não é mais que a forma como os seus dentes se relacionam entre si.

Para se obter uma oclusão ideal é necessário que se estabeleça uma correcta relação entre os maxilares e ainda um posicionamento dentário que permita a manutenção de todas as funções orais – mastigação, fonação, deglutição e estética.

A má-oclusão dentária pode levar à alteração de uma ou todas estas funções, bem como em alguns casos, à disfunção têmporo-mandibular. Disfunção têmporo-mandibular no sentido amplo é uma afecção resultante do funcionamento anormal da musculatura da mastigação, da articulação têmporo-mandibular (ATM), estruturas associadas ou ambas na região buco-facial ou cervical. Pode provocar dores de cabeça ou pescoço, ruídos articulares (estalidos), zumbidos ou plenitude no ouvido, travamento ao abrir ou fechar a boca, limitação de abertura bucal, desgaste nos dentes e dificuldades na mastigação. Pode modificar características psicossomáticas do indivíduo reduzindo a sua qualidade de vida.

Cientes da importância da oclusão, na Clinica Dentária Dr. Vitor Oliveira procuramos restabelecer uma oclusão dentária ideal em todas as nossas reabilitações.

Temos ainda clínicos com formação específica na área que poderão diagnosticar e tratar patologias relacionadas com a disfunção.

No âmbito das patologias relacionadas com a Oclusão destaca-se o Bruxismo.

O que é o Bruxismo?

É um hábito parafuncional, inconsciente e sem objectivo fisiológico para o sistema mastigatório. Existem dois tipos de bruxismo: diurno e nocturno. O diurno está associado a hábitos repetitivos como roer as unhas, lápis, mascar pastilha elástica, ranger os dentes, má postura, e todos os outros fenómenos que ocorrem quando o indivíduo se encontra acordado. O bruxismo nocturno trata-se de um distúrbio do sono em que se verifica não só o ranger dos dentes como também microdespertares, aumentos da frequência respiratória, cardíaca e movimentos corporais.

Qual a percentagem da população afectada?

Os estudos indicam que cerca de 15 a 90% da população já teve episódios de bruxismo. Trata-se de uma patologia muito associada ao stress, pelo que uma grande parte da população é afectada, no entanto, apenas 5 a 20% têm consciência da parafunção.

Acontece só em adultos ou também nas crianças?

Quando somos crianças rangemos os dentes dentro de padrões que vão ser essenciais à sua normal exfoliação e também para o seu posicionamento nos maxilares. Assim, nesta situação é normal que aconteça, não devendo os pais se preocupar com o ruído, especialmente durante a noite. Quando se trata de adultos deverá ser visto como uma patologia, para que se possa actuar o quanto antes.

Quais os sinais e sintomas?

Em regra o bruxismo é diagnosticado numa fase tardia, já que é um hábito inconsciente. Normalmente o próprio paciente apercebe-se que os seus dentes estão a ficar mais curtos (devido ao desgaste), ou alguém constata o range dos dentes. O Médico Dentista tem uma papel fundamental já que pode verificar a existência de bruxismo através de facetas de desgaste, sintomas como a tensão muscular ou dores de cabeça do tipo enxaqueca, resultantes da tensão existente.

Qual a causa do bruxismo?

Durante muitos anos pensou-se que seria apenas um problema resultante de uma desarmonia dentária, onde a natureza tentaria obter um equilíbrio oclusal. Estudos mais recentes apontam para um problema de causa central, ou seja, do Sistema Nervoso Central onde a componente do stress e ansiedade têm um papel preponderante, descarregando todo o seu potencial de força nos músculos da mastigação. Há ainda a salientar que o sedentarismo da sociedade actual contribui para esta situação de stress, bem como hábitos de ingestão de cafeína e álcool.

Os rangidos não se verificam em contínuo, sendo que o ranger dos dentes apresenta um carácter ondulante, com picos de rangidos e fases mais silenciosas.

Rangemos os dentes sempre da mesma maneira?

Não. Na idade adulta podemos ter dois tipos de movimentos – tipo excêntrico e tipo cêntrico (clentching). No primeiro a componente de ranger é horizontal, verificando-se gradualmente facetas de desgaste. No segundo há um apertamento vertical, associado a tensão estática muscular, verificando-se não tanto nos dentes anteriores, mas essencialmente nos dentes posteriores que começam a exibir desgastes exagerados para a normal função de mastigação. É frequente em qualquer um dos casos verificar-se a hipertrofia dos músculos, devido à sua actividade permanente.

Qual o tratamento?

Há que tornar o bruxismo diurno um problema consciente, pois através de chamadas de atenção é possível educar o cérebro com uma série de manobras que proporcionam o afastamento dentário evitando o seu desgaste. Além disso, é necessário perceber que é um tratamento multidisciplinar onde o desporto, a postura, terapias de relaxamento e os bons hábitos de vida são fundamentais, já que a componente do stress é uma das chaves desta patologia.

Durante muitos anos pensou-se que seria apenas um problema dentário e como tal o tratamento, historicamente, era realizado visando o equilíbrio oclusal. Actualmente a confecção de aparelhos de protecção podem evitar o desgaste do esmalte, o que contribui para a longevidade dos dentes. É também importante a educação dos músculos da mastigação, para que não exerçam estes movimentos não funcionais, e evitar a ingestão de cafeína e álcool que por norma exaltam as personalidades mais ansiosas.

O que são os aparelhos de protecção?

São placas de acrílico, onde se dá ao paciente uma relação inter-maxilar ideal através de um ajuste personalizado do aparelho, cujo principal objectivo é evitar o contacto entre os dentes, permitindo que contactem com acrílico. Sendo o acrílico mais macio que o esmalte, o desgaste acaba por ser no primeiro, protegendo assim os dentes do paciente.

Estes aparelhos usam-se durante a noite e ao fim de uma semana começa a ser visível o desgaste do aparelho, tendo o paciente consciência de que realmente aperta ou range os dentes!

O que fazer para prevenir?

Não existe uma prevenção propriamente dita, já que não existem testes para predisposição ao bruxismo. No entanto, o desporto, a boa postura, terapias de relaxamento e os bons hábitos de vida são fundamentais, já que a componente do stress é uma das chaves desta patologia. Tratando-se de uma patologia multi-factorial todos os pormenores deverão ser tidos em conta.

Quando os dentes estão muitos degradados o que fazer?

Nestas situações torna-se necessário reabilitar os dentes desgastados, recorrendo a prótese fixa ou mesmo restaurações directas. O objectivo será o de restabelecer a estrutura dentária perdida com o desgaste, e desta forma o equilíbrio, a função e estética.

 


05b_Dentisteria.jpg

O que é a Dentisteria?

É a especialidade da Medicina Dentária responsável pela reconstrução de dentes cariados, geralmente através de resinas compostas da cor do dente.

Em que casos podemos restaurar dentes com resinas compostas?
  • Dentes cariados
  • Dentes com fraturas
  • Diastemas (espaços demasiado grandes entre dentes)
  • Dentes com formas ou tamanho “errados”, de forma a estabelecer uma harmonia no sorriso.
Deve ser feita uma manutenção das resinas compostas?

Sim. Pode haver necessidade de retoques e polimentos ao longo dos anos. Esta técnica é muito simples de manter e de baixo custo.


Periodontiaok-540x280.jpg

O que é a Periodontologia?

É a especialidade da medicina dentária destinada às doenças que afectam o periodonto – a gengiva, o osso e o ligamento periodontal.

Quais são as doenças periodentais?
  • Gengivite – inflamação e consequente vermelhidão e sangramento da gengiva. É provocada pela acumulação de bactérias.
  • Periodontite – é uma infeção decorrente da gengivite, quando esta não é diagnosticada e tratada. Provoca uma perda de osso irreversível, que leva à mobilidade dentária e consequentemente à perda de dentes.
Como evitar a inflamação gengival?

Destartarizações de 6 em 6 meses são geralmente suficientes para evitar estes problemas. Em casos mais graves pode-se “raspar” as bactérias do osso e/ou mesmo fazer pequenas cirurgias periodontais.



O que é a cirurgia oral?

É o ramo da medicina dentária que promove as extrações de dentes, pelos mais diversos motivos.
Toda a nossa equipa está habilitada a proceder a extrações dentárias complexas, nomeadamente dentes do siso, que muitas vezes erupcionam em posições erradas ou ficam retidos na gengiva ou no osso provocando dores.


Odontopediatria.jpg

O que é a odontopediatria?

É a área da medicina dentária dedicada às crianças, de forma a conseguirmos orientar e tratar crianças e pais no presente e no futuro.

Quando deve ser a primeira consulta no dentista?

Com a erupção dos primeiros dentes de leite a criança deve começar a ir ao dentista de forma a se ir familiarizando com a profissão.

Com que frequência deve ir uma criança ao dentista?

Ideal de 6 em 6 meses. Se houver elevado risco de cárie deve ser reduzido para 3 em 3 meses.

Com que idade surgem os primeiros dentes?

Em média os dentes de leite surgem entre os 6 e os 8 meses e já estão todos presentes até aos 3 anos. A dentição definitiva inicia-se entre os 5 e os 7 anos.

Quais os sintomas da erupção dentária “nascer dos dentes”?

Gengivas avermelhadas, aumento de salivação, perda de apetite e alteração dos hábitos alimentares, ansiedade e dificuldade em dormir são os sintomas mais frequentes.
A criança pode também apresentar febre, vómitos ou diarreia. Com estes sintomas deverá ser consultada pelo pediatra.

 O que é um selante de fissuras e para que serve?

Um selante de fissuras é uma espécie de “verniz” que se coloca na face do dente que tem fissuras de forma, a prevenir o aparecimento de cáries. É um tratamento preventivo.


logotipobanner drvitordemo2aasmall

Localizada no centro de Valença, a Clínica Dentária Dr. Vítor Oliveira tem mais de 12 anos de experiência e centenas de clientes satisfeitos. Aqui terá sempre uma equipa de médicos dentistas especializados em sorrisos, para o aconselhar e acompanhar em todos os tratamentos.

Comentários Recentes

Clinica Dentária Dr. Vitor Oliveira 2017. Todos os Direitos Reservados.

Chinese (Simplified)DutchEnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish
error: Conteúdo está protegido !!